As minhas viagens Destaque

As minhas viagens – Açores, Faial – Março 2016

FAIAL Dia 1 065

Tinha acabado o projeto “A Quinta” e aproveitei uns dias de descanso até à chegada do novo reality show para conhecer os Açores.

Comecei pelo Faial!

Assim que aterrei comecei logo a pedir sugestões sobre sítios nesta pequena ilha que seriam imperdíveis e todos foram muito solícitos a enviar-me sugestões que procurei seguir à risca!

A minha primeira surpresa foi o preço dos cigarros, ainda no aeroporto: um maço que custa 4,2€ no continente, ali custava 2,8€. Quase metade 🙂

Dirigi-me ao porto marítimo para levantar um carro alugado. Nesta altura do ano não é caro, cerca de 35€ por dia. Tínham-me dito que se conseguia dar a volta à ilha de carro em 3 horas e eu não queria perder essa oportunidade.

Mas antes – cheia de fome – perguntei onde se podia almoçar bem e barato.

Fui então parar, ainda ali na zona da marina, ao Restaurante Canto da Doca.

Ali, todas as refeições são confeccionadas sob uma pedra quente – pela própria pessoa – na hora!

Pedimos um combinado especial, com várias qualidades de carne e peixe fresco, acompanhado de batatas fritas, saladas e molhos. Uma delícia!

Lá pegámos no carro para começar então a volta à ilha.

Loga dali tinha uma vista direta para a ilha do Pico:

FAIAL Dia 1 023

 

O primeiro destino de paragem era a Praia do Almoxarife.

Pelo meio, as paisagens eram deslumbrantes!

 

Rapidamente chegámos à praia. Sempre a descer até lá, bastante íngreme.

De tal forma que um carro com menos potência (como era o nosso) pode ter algumas dificuldades a voltar a subir!

Quase que tive de sair para o empurrar! eh eh

Praia do Almoxarife

Praia do Almoxarife

Entre a praia e a Ribeirinha – próximo ponto de paragem – andámos perdidos no interior da ilha!

O google Maps nem sempre é rápido por ali… mas valeu a pena porque ficámos a conhecer mais e, muito importante: houve que me aconselhasse apenas a respirar aquele ar.

E realmente é diferente: mais pesado, perfumado e puro, sem dúvida.

Lá se encontrou o caminho: sempre ao longo da costa com o mar como companheiro!

Passámos por Salão, Cedros, Ribeira Funda até à Praia do Norte.

E finalmente o Vulcão dos Capelinhos!

Um tipo completamente diferente de paisagem: Mantém-se o azul do mar mas o verde em terra dá lugar a outros tons e paisagens.

Já a menos de meio caminho de volta à Horta, tempo ainda para dar um saltinho ao Porto do Varadouro, onde existem piscinas naturais escavadas pelo mar (outras já com mão nossa), onde o mar entra adentro e – algumas vezes – de forma assustadora…

 

 

A volta à ilha continuou.

Estava quase a chegar ao ponto de partida e nunca encontrei certas coisas que são comuns no continente:

  • Mc Donald´s (porque me apetecia um hamburger rápido)
  • Lojas Chinesas (porque precisava de um corta unhas)

Depois, tudo tem de ser feito com hora combinada:

  • No rent a car para nos irem entregar o carro;
  • Nos apartamentos, para nos darem a chave;
  • Ligar para um táxi, eles não andam por ali à mão de semear.

Antes de ir conhecer os aposentos desviamos um bocadinho para o Monte da Guia. E a vista foi esta:

FAIAL Dia 1 020

 

Vista para o Porto Pim e de uma boa parte da Ilha, incluindo do Pico.

Estava encantada com a Ilha e já a salivar por uma tosta do Peter’s, que me tinham dito que eram deliciosas.

E não me enganaram!

No dia seguinte preparava-me para fazer o trilho dos 10 vulcões, a partir da Caldeira.

20 quilómetros a pé, da Caldeira até ao vulcão dos Capelinhos.

Mas… nem tudo correu como esperava…

O mau tempo não permitiu fazer o trilho, apenas alguns metros e tive de voltar para trás. Com muita pena minha não consegui ver a Caldeira, embora tivesse estado ali tão perto…

IMG_3926Comecei a preparar a despedida do Faial rumo ao Pico. E ainda vi coisas muito interessantes:

IMG_3930IMG_3933IMG_3939

Vista do Monte da Guia para a praia de Porto Pim

Vista do Monte da Guia para a praia de Porto Pim

IMG_3955

IMG_3959

Mural pintado pelos marinheiros na Marina do Faial

IMG_3974

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    M.Margarida Carvalheda
    30 Março, 2016 at 21:02

    Uma viagem inesquecivel, foi pena o tempo, tens de voltar com bom tempo e mais tempo uma semana pelo menos. Beijinhos Marta

    • Reply
      Marta Cardoso
      30 Março, 2016 at 22:22

      Sim Margarida, sem dúvida!
      Obrigada.
      Beijinho

  • Reply
    Susana
    1 Abril, 2016 at 9:10

    Excelente profissional ! Gostaria muito de ver o seu Marquinho pois deve estar muito crescido! Nunca mais se viu!
    Bjisnhos

    • Reply
      Marta Cardoso
      3 Abril, 2016 at 18:50

      Olá Susana, obrigada! 🙂
      Um beijinho grande

    Leave a Reply