Obrigada por me lembrares disto!

Obrigada por me lembrares disto! – p.25 – O que faz da vida, a nossa vida!

o que faz da vida a nossa vida

Este texto lembra-me que existem tantos mundos quando os olhos daqueles que o vêem.

Cada perspectiva constrói o seu próprio mundo e vive de acordo com o que essa percepção lhe transmite.

Não haverá ninguém, porventura, que seja sempre feliz ou sempre triste, que só conheça pessoas boas ou que tudo lhe corra de feição.

Mas não há duvida que são as pessoas quem faz o mundo de cada um de nós. Não o que temos, não o que nos aconteceu, mas sim as pessoas com quem nos cruzamos ao longo de todas estas experiências.

E, no fim desta caminhada, é o que fica e nada mais.

Obrigada Arménio por me lembrares disto! 🙂

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply