Politicamente (in) Correto

Dr. Quintino sem papas na língua: CRIMINALIZAR A HOMOFOBIA!

 

gay-pride-flag-847064_1280

 

“A saída da selva para a civilização é uma das caminhadas mais bonitas na história da humanidade. Uma espécie agressiva, egoísta, guerreira, ignorante, insensível aos outros da mesma espécie começa a transformar-se e chega mesmo a conseguir cuidar e amar o seu próximo. É inegável o quanto devemos ao cristianismo pela aceleração deste processo nos últimos dois mil anos. Pela força da lei foi possível acabar com a pena de morte e a escravatura, e continuamos a fazer avanços para extinguir a discriminação racial e de género, a pedofilia e os maus tratos a animais.

 Infelizmente ainda não conseguimos tornar crime a homofobia. A discriminação pela orientação sexual continua a ser o mais bárbaro comportamento humano ainda não considerado crime. Milhões de homens e mulheres continuam a ser excluídos das tradicionais reuniões de família como natais, páscoas e aniversários; muitos milhões casam sem qualquer desejo sexual pela pessoa que têm a seu lado e destroem-se a si mesmos e aos filhos que geram nestas condições; a dificuldade em assumir a homossexualidade continua a ser a principal causa de suicídio na adolescência e a principal causa de alcoolismo no ocidente, etc.

E tudo isto apenas porque há cerca de mil e seiscentos anos se inventou que os meninos gostam das meninas e as meninas gostam dos meninos e o amor é entre um homem e uma mulher. As leis mudam, e hoje é até possível em alguns países que dois homens ou duas mulheres casem e assim se reconhece socialmente o seu amor. Mas os comportamentos homofóbicos, como no passado a pedofilia, a escravatura e o racismo, por exemplo, continuam a destruir milhões de vidas no ocidente.

Olhando para a história percebemos que há comportamentos que só mudam pela força da lei, e mesmo assim com alguma dificuldade, como é o caso da pedofilia, da discriminação das mulheres ou os maus tratos a animais. Como diz a expressão de Eneo Domitius Ulpianus (Tiro, 150 – Roma, 228), Ubi homo ibi societas; ubi societas, ibi jus (onde está o homem, aí está a sociedade; onde está a sociedade aí está o direito). Há comportamentos que só mudam pela força da lei.

Das muitas viagens que já tive a oportunidade de fazer pelo mundo, as duas em que mais experimentei a dor da angústia misturada com desespero foram Dachau e Buenos Aires.

 

Torre de Vigia nos campos de refugiados

Torre de Vigia nos campos de refugiados

 

Em Dachau, na Alemanha, quando entrei na câmara de gás no campo de concentração. Em Buenos Aires, na Argentina, quando visitei um prédio alugado apenas por homossexuais afastados das família, vitimas de homofobia. Acredito na evolução da sociedade. Pela lei. Por isso escolhi para primeiro texto no Blogue da nossa querida Marta Cardoso um apelo à criminalização da homofobia! 

 

puerto-madero-588398_1280

Puerto Madero – Buenos Aires

 

Quero que todos sintam que este é um espaço para se falar da vida, das pessoas, da relação humana, com a frontalidade que sempre gostei na minha vida. E oferecer este espaço para responder com a minha opinião às perguntas que me quiserem colocar. Até já!”

2006-09-26 11.15.49

 

 

 

Dr. Quintino Aires para o blog Zoom In – Setembro de 2015

NOTA: Para colocar perguntas ao Dr. Quintino Aires basta enviar email para martacardoso.zoomin@gmail.com

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply